quinta-feira, 14 de abril de 2011

GO she's, go. Go, she's go

    Nas conversas com minhas amigas, elas sempre falavam que o cara tinha que ser: lindo, forte, alto, moreno, sensual, sem grandes vicios, sem grandes lições, sem muitas palavras, sem explicações, cheio de amor, cheio de presentes e presente.

    E eu encontrei esse cara! Elas me elogiavam e perguntavam sempre porque eu não atendia as ligações dele, porque eu já não me apaixonara? Já havia passado pela minha cabeça milhões de vezes, o quão problemática eu era, e o que eu pensava ou queria da vida, até eu perceber que eu tinha mil razões pra não querer esse cara, eu gostava mesmo era dos grandes vícios, das grandes mentes, dos grandes conflitos, dos momentos de paz, da espiritualidade, e de como aquela luz brilhava em você.
    O outro era apenas o sonho das minhas amigas, jamais seria o meu...

    Taí o único problema em andar com pessoas muito diferentes de você!
    Elas não te entendem.

    3 comentários:

    Monique Premazzi disse...

    Eu acho que pessoas "perfeitas" de mais acabam ficando chatas diante de um relacionamento. Até porque, eu sou suspeita para tipos diferentes de badboy.
    Minhas amigas sempre querem algo como um modelo de beleza, alguém que todo mundo quer. Eu não consigo entender, mas talvez seja bom que elas não compreendam a gente.

    Beijinhos, se cuida s2

    SRed disse...

    Olá, novamente aqui.
    Primeiro, respondendo o comentário feito no meu blog. --->>> Gostei do comentário, você é inteligente mesmo sem perceber (essa é uma qualidade dos verdadeiros inteligentes) e em relação ao amigo que te indicou, é verdade. Não é minha intenção te deixar curiosa em relação a pessoa. Talvez se me perguntar eu possa falar. Mas ele realmente me falou muito bem de você e do modo como escreve.

    Agora falando do teu post. --->>> Realmente as mulheres querem isso dos caras e quando encontram entram em conflito (pelo menos a maioria delas), quando uma mulher fala de cara que não quer isso, fica bem² mais fácil. Sabemos logo com o que estamos lidando.

    Você é diferente e deve estar cansada de ouvir isso. Mesmo assim, tive que dizer.

    Atenciosamente, SRed!

    Géssica Reis disse...

    Adorei o seu blog e definitivamente esse post. Até parece que fui eu quem escrevi. O meu ta recente, então gostaria que desse uma olhada e dissesse o que achou. Beeijo ;)