segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Essa noite pode terminar bem!

O ruim de contar as partes boas de uma história é que com o tempo...
as pessoas constumam desconfiar dela. Claro,
nem sempre foi um mar de rosas... Eu comecei a contar pelo meio.
E já que ela já acabou, conto aqui, agora, a minha perspectiva de fora da coisa. 

Na segunda feira eu sentei no sofá, olhei pro celular, esperei que me ligasse...
Levantei, tomei banho, respondi alguns recados, NADA.
Segunda feira era um dia chato, imagine pra quem espera?
Pra completar eu estava ouvindo 'Luiza Possi - Eu espero'. [Coincidência?]
Comecei a me ver deprimida e anciosa.. Meu Deus que porra é essa?
Até, que ele fala comigo no orkut... Na hora, não apareceu o recado em si,
só o nome indicando que era ele quem tinha falado comigo. Meu coração,
deu dois pipocos, comecei a balançar o pé rapidamente... mas o recado não merecia minha intencidade.
Eu já começara a me desanimar, mas a gente precisa ouvir um NÃO pra poder desencanar,
então, eu continuei lá, esperando, qualquer sinal novo, qualquer sinal bom.

5 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Às vezes nem precisa ser um NÃO,
basta um TALVEZ.

Priscila Mondschein disse...

Conheço bem essa história!!! :(
Beijos

Everson Russo disse...

E não veio o sinal bom? acabou assim no não? beijos de bom dia.

meus instantes e momentos disse...

qualquer sinal pode ser bom, depende do ponto de vista...
Maurizio

Tati disse...

É engraçado né, muitas vezes, tudo que fazemos é 'esperar' e por vezes nos parece demorar tanto.


Um Beijo