sexta-feira, 14 de maio de 2010

Diálogo de duas pontas.


Ela tinha tanto medo de se apaixonar por ele,
Ele não acredita em amor, mas achar isso não foi o suficiente Pra ela.
Ela se apaixonou por ele de propósito. Doce, jovem e aventureira!
Ficou indecisa na escolha de dois pratos.
Ela se apressou, comeu cru, e repetiu. Mas comeu do prato errado.
E ganhou de brinde à primeira da sua sucessão de desistências.
Era idêntico, como se enganar? Ela pode vomitar?
Ele não perdoou, tomou uma vitamina c e retirou a bandeja.
Ela confusa, atacou-o e perguntou como ela comeria o prato que ele não ofereceu?!
Ele calou-se como se a reposta fosse obvia. E era!
Ela sabia que não soube mesmo esperar, quis ainda sair por cima, ou quem sabe, prender mais um pouco aquele doce rapaz de seus sonhos naquele local, e nesse instante disse pra ele lamentando o som da ironia que poderia sair, torcendo por parecer natural.
-Se o jogo puder ser sujo, quanto + melhor?
Mas nesse instante tocava o refrão dizendo exatamente como era louca aquela situação, sem deixar brechas para outras palavras. “crazy, crazy, craaazyy”
Mas ela não largou o braço do rapaz, o olhava como quem não tinha outra saída.
-Eu preciso de você, eu sonho com você todos os dias da minha vida. Desculpa!
Ele deu um sorriso de canto, de menor importância, e retrucou.
-Não me dê desculpas, só me diga adeus.
E ela ficou ali parada, procurando uma coisa que não estava nem esteve ou jamais estaria ali.
Por acaso ou destino naquela sexta feira,
Depois de todas as incertezas ela descobriu a saída do labirinto!
A música mudou-

6 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Quando descobrimos a saída...
Cadinho RoCo

Everson Russo disse...

Esse negocio de amor eu to bem assim tambem,,,não acredito muito nele mais,,,mas to de braços abertos a encontra lo por qualquer esquina da vida,,,,obrigado pelo carinho de sua visita,,,um beijo de bom final de semana.

Gii disse...

Nossa! Amei tudo, do título do blog às postagens!
Sobre seu cometário lá no blog, eu ainda não terminei de ler o livro e estou me emocionando a cada página que leio. Nós temos que deixar de ser individualistas e começar a olhar mais pro lado, muitas vezes tem uma pessoa ali triste, precisando de uma palavra apenas e passamos despercebidos.
Bjos e obrigada pela visita!

Viviane Magalhães disse...

Se apaixonar de proposito, oi o que mais me chamou atenção no que vc escreveu acredite. O amor não é assim. Ah quem sou eu para julgar o amor não é mesmo?
Seu blog continuar cem por cento!

Ale Sbano disse...

tem muito a ver com algo que estou passando sabe,por que sempre nos encantamos pelos caras errados,é quase uma regra.

Bill Falcão disse...

E por falar em música, genial a ideia de colocar esses slides da Janis aqui ao lado, hein?
Bjoo!