quinta-feira, 20 de maio de 2010

Gerando receita

Eu não tô guardando nenhum monstrinho pra soltar.
e pare de me olhar assim com esse interesse no que eu falo...
isso me incomoda demais, eu odeio isso! Odeio amando e o que eu faço errado,
é sem querer querendo!
O maior favor que eu posso fazer a essa semente que eu plantei é enterra-lá.
Começar um novo ciclo, eu sinto cheiro de inicio...
Tudo tá me esperando pra começar.
Parando eu ficaria como hamburguer sem carne.
Eu não sei o que pensar, eu queria ser perplexa mas não consigo.
Eu queria ser criativa mas nada saí da minha mente, nada espetacular.
Talvez eu precise dormir, ou então eu preciso de um café.
Uma coisa que não pode ficar pra amanhã?

EU TE AMO!

(essa declaração, se engloba em vários termas e linhas, não há nada exclusivo, amo a vida por tudo que ela me proporciona, amigos, familias, fé, etc.)

4 comentários:

Crista disse...

Gosto demais de ti,do teu jeito!

Jose Sousa disse...

já estive aqui em seu canto e fico te esperando nos meus. Quero te dizer gostei muito desta tua postagem. E é lendo o que os outros escrevem que vamos enriquecendo nossos conhecimentos e por vezes nos lembraremos de tanta coisa que já haviamos esquecido. Prabens.
Fique bem e eu fico te esperando por lá nos meus blog's.
www.congulolundo.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com

Ellen Damaris disse...

ficou mto espontaneo viu ?
adoreeeei *---*
as vezes é bom soltar uns mostrinhos viu ?
beeeeeijos

Erica Ferro disse...

E eu odeio matar o hoje. O amanhã é incerto.